Proteja seu automóvel contra roubos e furtos

Muito se fala em segurança atualmente, tanto que as medidas preventivas tomadas por nós vão desde trancar bem a casa a criar métodos que dificultem uma ação oportunista. Seguindo esta linha de raciocínio, os carros estão cada vez mais vulneráveis a roubos e furtos.  Segundo o levantamento realizado pela Confederação Nacional de Seguros, 57 carros são roubados por hora no Brasil. Com isso, o Garage Enjin separou algumas dicas que são essenciais para quem deseja proteger seu automóvel.

Pode parecer clichê, mas a primeira e principal orientação é que se tenha um alarme instalado em seu carro, bem como dispositivos rastreadores. Por mais que você tenha cansado de ouvir esta orientação ela é ainda uma das saídas mais confiáveis. Além disso, não comprometa sua segurança deixando objetos de valor dentro do carro. Documentos, eletrônicos, bolsas e casacos, por exemplo, são grandes atrativos, nos quais muitos ladrões chegam a quebrar os vidros do automóvel para roubar.

Outra atitude fundamental é que o motorista conheça as regiões que trafega evitando estacionar nas que possuam maiores índices de assalto. Dê preferência para locais bem iluminados, ou estacionamentos, uma vez que o custo em deixar seu carro protegido será menor do que se por ventura acontecer um furto.  Lembre-se de que, independente do local que você deixar o carro, mesmo que dentro da sua garagem, ele deve permanecer trancado e com as janelas fechadas, além do fato de que o motorista deve portar consigo as chaves do automóvel. Ou seja: nunca deixe a chave reserva de bobeira dentro do veículo.

A atenção é o fator primordial e que deve perseverar no trânsito seguro. O motorista necessita ter em mente que alguns gastos com a segurança são fundamentais para a prevenção do seu automóvel. Investir em uma trava de direção ou na contratação de um seguro possibilita a você que em casos de imprevisto não se obtenha prejuízos catastróficos, além de reparar outros problemas extraordinários como incêndios e colisões.  Contudo, não se esqueça de entrar em contato com a sua concessionária para aplicar tais medidas preventivas, isso porque ela pode lhe orientar da melhor forma, qual o melhor equipamento para você, seu carro e seu bolso.

Toda atenção que seu quatro rodas merece

O cuidado com o seu quatro rodas vai muito além daquele dia da semana que você separa para dar um banho na sua máquina. Só quem é apaixonado por carro sabe que desde um polimento bem feito a escolha de um bom posto de combustível são fatores que prologam a vida útil e estética do seu automóvel. Para você leitor, que é tão apaixonado por carros como nós do Garage Enjin, reunimos algumas dicas importantes que cuidam e preservam seu carro por muito mais tempo.

Assim como nosso corpo necessita de água e alimentos para funcionar bem, o carro necessita de um bom combustível. Em casos de veículos Flex é fundamental que você não deixe de injetar gasolina ocasionalmente no tanque, isso porque quando o motorista, por um prolongado tempo, utiliza apenas o álcool, forma-se uma camada, muito parecida com uma geleia, mas que se uma vez criada na região compromete as tubulações e o pescador de combustível. Por isso, a execução de abastecer com gasolina esporadicamente aumenta a durabilidade da bomba.

Outra dica importante é com os bancos de couro. Utilizar produtos, que não sejam os fabricados para manutenção deles pode comprometer completamente a situação interna do carro. Você provavelmente já ouviu aquela famosa sugestão de que passar hidratante de pele ajuda a hidratar o couro do banco, mas o conselho é que você fuja de sugestões muito mirabolantes, pois por mais que os cremes tenham função de cuidar da pele humana, o mesmo não se atribui aos carros.

E por falar em dica furada, outra atitude que você deve riscar da lista é a de estacionar o carro em ladeiras com as rodas viradas. Muitos acreditam que essa prática ajuda em casos de falha do freio de mão, mas o que muitos não sabem é que ao executá-la você acaba expondo seu carro a estragos, devido ao peso que ele passa a receber. O mesmo vale para os que optam por virar as rodas ao passar por lombadas, que  nesse caso, compromete também a estrutura do veículo.

As medidas preventivas, como verificação de alinhamento e balanceamento a cada 10 e 15 mil km, ajudam a evitar acidentes indesejáveis. Além disso, é muito importante que o condutor obtenha uma conduta atenta com seu carro, a fim de conseguir observar sinais negativos e procurar uma concessionária ao menor sinal de falha detectado.

.

Farol baixo aceso é sinal de segurança; entenda o porquê.

Entrou em vigor nesta última sexta-feira (08) a obrigatoriedade do uso dos faróis baixos nas estradas. A medida está valida para qualquer tipo de rodovia, incluindo, as que passam por trechos urbanos, túneis e com iluminação pública. Lei nº 13290/2016. Mas afinal, você motorista, sabe qual a real importância em deixar esse componente do veículo ligado de dia? Já parou pra pensar em quais benefícios ele trás para você?
Uma das vantagens em manter a luz acesa é que independente das condições de luminosidade em que se trafega ela oferecerá maior estabilidade nas vias. Um exemplo bem explicativo é em casos de sol forte, no qual alguns modelos de carroceria e cores de carro podem ser ofuscados. Mantê-las acesas, faz com que o veículo continue visível para quem venha no sentido contrário da via.
Cruzamentos em que o motorista conta extremamente com visão periférica também requer o uso da luz baixa. O diferencial é que deste modo o motorista chamará muito mais a atenção, podendo evitar acidentes graves em alças de saída, cruzamentos e entrada de diferentes pistas. As luzes facilitam a identificação de veículos no sentido contrário em pistas de mão dupla, por exemplo.
Embora muitos acreditem que a utilização deste recurso aumente o consumo de energia e combustível isso é um mito, pois além de não aumentarem o consumo, elas também não aceleram o desgaste de nenhuma parte do carro. Desse modo, não tem por que deixa-la desligada né?
Ainda, vale salientar que, a não utilização deste, caberá em uma multa média no valor de R$85,13 e quatro pontos na carteira. Além disso, a lei determina que a obrigatoriedade seja para a utilização dos faróis baixos. Para luz alta, o recomendado é que seja usada apenas à noite em estradas sem iluminação, lembrando que o condutor deve se manter atento para alterar conforme a vinda de outros veículos em sentido contrário.
É responsabilidade de todos os condutores seguirem tais medidas com a intenção de facilitar e garantir os cuidados necessários para trafegar com segurança.

Aprenda a cuidar o motor do seu carro no inverno

Por incrível que pareça, as baixas temperaturas do inverno podem dificultar ações em seu veículo. Afinal, você sabe por que o sistema elétrico do seu carro necessita de mais energia para funcionar no inverno? Ou ainda, porque muitos carros não pegam de primeira nesta época do ano?

Assim como nosso corpo, alguns componentes do carro também sofrem com a mudança de temperatura. A princípio a bateria é uma das mais prejudicadas, isso porque a queda nas temperaturas diminuiu a aceleração de efeito dos seus componentes químicos. Uma dica muito importante é manter cuidado com as revisões do sistema e níveis de gasolina do reservatório de partida, isso porque como a bateria é o principal componente exigido, o gasto da sua carga também é o maior. Se você perceber que o motor começar a responder com lentidão ao girar a chave de ignição procure seu mecânico, pois pode ser hora de efetuar a troca desse componente.

Outra dica de conservação com a bateria do seu carro é de não se esquecer de desconectar o cabo do terminal positivo, caso você fique entre 20 e 30 dias sem usar o carro. Essas atitudes fazem com que se conserve o nível de bateria, evitando que componentes como, rádio, rastreadores, alarmes e central de injeção eletrônica, que não desligam nunca, consumam a carga.

Vale lembrar, que o comportamento do condutor influencia muito sobre a resposta que seu veículo dará. Se acaso ele não pegar de primeira não insista seguidamente em dar um “tranco”. Essa é uma atitude arriscada que comprometerá as velas, fazendo com que elas encharquem e causem ainda mais prejuízos. Nessas situações é indicado que você aguarde o combustível evaporar e tentar novamente. Em demais circunstancias, procure o mecânico para que se dê uma olhada nesta peça.

Cabe também fazer um check up no ar-condicionado, que neste período costuma permanecer desligado, fazendo com que a tubulação danifique e as borrachas de vedação fiquem danificadas. Para esta situação lembre-se de liga-lo toda semana por pelo menos 10 minutos, a fim de que o gás circule pelos tubos lubrificando as borrachas.

Ainda, se você tem o costume de ligar/desligar o carro no congestionamento é ideal que o altere. Permaneça com o carro ligado, em ponto morto, e dê preferencia para andar em primeira marcha por um tempo. Isso porque a cada virada nova de chave você sobrecarrega as peças citadas anteriormente.

Não se esqueça de ficar atento aos sinais do seu carro, principalmente no painel, dando atenção a luzes de advertência e oscilação. Evitar problemas é prevenir-se de situações adversas no transito evitando conflitos, panes e demais problemas para você e os demais condutores.